Tivoli: a ponte colossal abre para os visitantes

Perto da Villa Adriana em Tivoli, Ponte Lupo é parte de um aqueduto romano construído em 144 a.C. sem bombas hidráulicas. É um “unicum” extraordinário entre os aquedutos romanos, sendo bastante desconhecido e não revelado ao público até agora.

Tivoli_ponte
(foto: PonteLupo.com)

O que se vê hoje é um muro de 30 metros de altura e 80 de largura, que na época era apenas uma parte do maior de todos os aquedutos romanos, o Aqua Márcia, com 91 quilômetros de extensão, que encaminhava e distribuía para Roma a água da nascente do rio Aniene. Entrava na capital pela Porta Maggiore para fornecer água para o Capitólio, e um ramo secundário para mais duas colinas de Roma, o Aventino e o Célio. A cidade de Roma tinha a maior concentração de aquedutos: construídos num período de 500 anos, eram 11 ao todo, somando 416 km de extensão.

Em seguida, ao longo dos séculos, Ponte Lupo se tornou a junção de um complexo e grandioso sistema de quatro aquedutos, a maioria dos quais permanecem sepultados, ou foram cobertos por vegetação.

Associação Ponte Lupo foi  fundada para levantar fundos para escavar, restaurar e valorizar este sítio arqueológico maravilhoso e enorme. Por enquanto a família Barberini, proprietária da área, decidiu abrir para os visitantes.

A Associação organiza visitas guiadas pela restauradora e vice-presidente Marina Pennini. O número de participantes será de, no mínimo, 10 pessoas. É preciso pagar uma taxa de adesão de 5 €.

Tel. +39 335.6262719

De Roma para Tivoli são 37 km. Veja também o video: https://www.youtube.com/watch?v=bW9qhSXmdT8

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *