A missa em português em Roma

Santa Maria della Luce e Sant’Antonio in Campo Marzio são as duas igrejas em Roma onde a missa é celebrada em português.

Nossa Senhora Aparecida
(foto salvemaliturgia.com)

Santa Maria della Luce, no bairro Trastevere

É a casa dos católicos brasileiros que moram em Roma. Aqui todo domingo tem missa em honra de Nossa Senhora Aparecida na capela dedicada à Padroeira, celebrada por padre brasileiro.

A igreja, originariamente conhecida como San Salvatore in Corte, foi fundada no século IV por Santa Bonosa e reconstruída no século XII com a torre do sino, ainda preservada.

Roma_SMariaLuce_aparecida

O nome atual é devido a um milagre que ocorreu em 1730, no Vicolo delle Due Mole, uma ruazinha próxima à igreja.

Segundo a lenda, onde tinha uma casa com a imagem de Nossa Senhora pintada no muro, um homem cego pediu ajuda por ter ouvido barulho de pedras caindo. De repente, o homem viu na parede a imagem da Virgem rodeada pela luz e, louco de felicidade, saiu gritando “Luz! Luz!”.

A imagem tornou-se objeto de grande devoção. Dois outros fieis rezando tiveram a visão da Virgem da Luz, o nome que, desde então, foi dado à pintura.

Desde 2003, a igreja é a sede da missão da América Latina que oferece vários serviços para a comunidade latino-americana que vão do social para o religioso, a partir das necessidades de formação e de inserção gradual no território.

SMariaLuce_Roma_Trastevere_2
(foto Wikipedia)

Curiosidade

100 metros para a frente, há a igreja de San Benedetto in Piscínula, confiada pelo vigário do Papa, o cardeal Camillo Ruini, à Associação internacional Os Arautos do Evangelho.

A igreja, muito pequena e muito antiga (séc. XI), foi construída no lugar onde, mais de 1.500 anos atrás, viveu por motivos de estudo São Bento de Núrsia, o fundador da Ordem Benedetina. Estão ainda preservados a cela do santo e a imagem da Virgem Maria na frente da qual o santo rezava.

Na torre da igreja há o sino menor e mais antigo de Roma: data de 1069!

Santa Maria della Luce – Via della Luce, 5 – Telefone: 0039 06 5800820

Missa em língua portuguesa: todo domingo, às 17h30, missa para a comunidade brasileira de Nossa Senhora Aparecida.

igreja_SAntonio_Roma_portugueses
(foto Wikimedia)

Sant’Antonio in Campo Marzio, perto da praça Navona

A Igreja Nacional Portuguesa, conhecida também como Santo Antônio dos Portugueses, foi fundada em 1445 pelo cardeal Antônio Martínez de Chaves no lugar onde já existiam um hospício para peregrinos portugueses e uma pequena capela dedicada à Nossa Senhora de Belém.

Em 1624, com a aquisição de propriedades vizinhas, começaram os trabalhos para estender a estrutura e a igreja foi terminada em 1638, quando foi dedicada a Santo Antônio de Pádua, o santo lisboeta.

SAntonio_Portugueses_roma
(foto ihhamelphotos)

Após a ocupação napoleónica de Roma, em 1799 a igreja e o hospício para peregrinos foram fechados e vendidos em leilão. A propriedade retornou ao Governo Português em 1814 e tal ficou até 1910.

O hospício dos peregrinos foi então convertido em colégio, o atual Instituto Português de Santo Antônio em Roma (IPSAR), que hoje em dia gera também a igreja.

Curiosidade

Na fachada barroca há o grande emblema heráldico da Casa de Bragança, a dinastia que reinou no Portugal entre 1640 e 1833 e no Brasil entre 1822 e 1889.

Na mesma rua da igreja fica a torre medieval da família romana Frangipane.

A torre remonta a 1014 e é também chamada de Torre do Macaco, pois está ligada a uma das lendas romanas mais famosas, também contada pelo escritor americano Nathaniel Hawthorne em O Fauno de Mármore.

SAntonio_portugueses_roma
(foto Wikipedia)

Conta a lenda que no antigo palácio morava um macaco que um dia roubou um bebê e o levou até o topo da torre, brincando com ele como se fosse uma marionete, com o risco de ele precipitar. Os pais da criancinha e todas as pessoas que assistiam à cena, imploraram ajuda a Nossa Senhora. De repente o macaco, divagar e com cuidado materno, desceu da torre e devolveu o bebê, são e salvo, para os pais.  Logo o pai da criança quis que uma lâmpada ardesse para sempre na frente de uma estátua da Virgem que ele colocou no topo do edifício, como agradecimento pela graça recebida.

Sant’Antonio in Campo Marzio – Via dei Portoghesi, 2

Missa em língua portuguesa: todo domingo às 17h00

About The Author

Related posts

2 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *