As catacumbas de São Sebastião em Roma

As catacumbas são antigos cemitérios subterrâneos que foram usados pelas comunidades cristãs e judaicas. Tem cerca de 40 catacumbas, a maioria delas nos arredores de Roma.

OK_catacomba_1

As catacumbas da Via Appia pertencem ao Vaticano e são administradas por ele, e não pelo Estado.

As maiores são às de São Callisto, mas  a gente decidiu visitar às de São Sebastião, já que fui lá com dois amigos cariocas que queriam conhecer a origem do santo mártir padroeiro do Rio.

Aquele dia tinha um frade franciscano, pagamos 8 euros por pessoa e fomos com um guia de turismo falando em Espanhol: infelizmente não havia em Português. Pedimos ela falar devagar, mas não teve a mínima consideração. Apesar disso, a visita foi interessantissima.catacomba_san_callisto_2

Na Roma antiga, o lugar chamado ‘catacumbas’ era uma zona na Via Appia usada para a extração das pozolanas, as rochas de origem vulcânica utilizadas nas construções. Os cristãos obtiveram a autorização de utilizar as pedreiras para sepultar os mortos a partir do século II d.C., e até o século IV continuaram escavando vários andares de túmulos subterrâneos. As catacumbas de São Sebastião têm 4 andares, mas só um pode ser visitado.

Os arqueólogos descobriram centenas de grafites em grego e latim, deixados por peregrinos e fiéis, mencionando Pedro e Paulo, os santos padroeiros de Roma. Segundo a tradição, as relíquias de Pedro e Paulo foram transferidas para aquele sítio nos meados do século III. Presume-se que isso foi feito na época das grandes perseguições, para proteger as relíquias dos santos.Catacomba_sanSebastiano61

A perseguição teve fim com a legalização da religião cristã por Constantino I, no início do século IV. As relíquias portanto retornaram para seus lugares originais, e sobre a catacumba o imperador Constantino I fez construir uma grande basílica. A igreja foi destruída pelos sarracenos no século IX, e reconstruída no século XVII.

A história de São Sebastião

Sebastião era um soldado, um oficial superior do exército imperial do século III. Apoiava os cristãos presos, fornecia sepultamento aos mártires e espalhava o Cristianismo entre os oficiais e soldados da corte. Por volta de 286, quando um soldado o denunciou, o imperador Maximiano sentiu-se traído por Sebastião, e ordenou a sua morte por meio de flechas. Foi dado como morto e atirado no rio, porém, Sebastião não havia falecido.

São Sebastião_2
São Sebastião

Foi encontrado e socorrido por Irene, uma mulher cristã. Depois de algum tempo ele continuou a evangelização, até que foi morto e jogado no esgoto publico. Foi em seguida sepultado nas catacumbas.

Onde ficam

As catacumbas ficam no Parque da Appia Antica, na Via Appia Antica, 136.

A Via Appia é uma grande estrada construída em 312 a.C. por Appio Claudio para ligar Roma a cidade de Brindisi na Puglia, o principal porto na época.

7_via_appia

A Via Appia Antica, com os seus importantes monumentos, começa na Porta de São Sebastião. O passeio pela Via Appia e pelo parque é muito agradável, é um modo de passar um dia no campo dentro da cidade.

Percorrendo a Via Appia se chega às Catacumbas de São Calisto, às catacumbas de São Sebastião e ao Mausoléu de Romulo, entre os mais de 40 monumentos.

2_catacombe
Bar pitoresco na Via Appia

Como chegar no Parque da Appia Antica

De carro – É proibida a entrada de veículos no parque, portanto é preciso deixar o carro numa área de estacionamento.

Esta é a mapa oficial, mas na realidade eu nao achei nenhuma area de estacionamento. Naquele dia não estava lotado  e foi facil, mas é melhor deixar o carro perto da Porta São Sebastião, ir a pé até via Appia 58 (700 m) e alugar uma bicicleta.

É possível alugar uma bicicleta no ponto de Informação para Turistas em Via Appia Antica 58/60. O preço da diária é de 15,00 €.

De ônibus Opção 1 – Para chegar ao início da Via Appia, na Porta de São Sebastião, pegue o metrô A, desce na estação San Giovanni e pegue o ônibus 218.

De ônibus Opção 2 – Tem um serviço de onibus da Stazione Termini na sexta, sábado e domingo, o Archeobus . O preço é 12 €.

About The Author

Related posts

1 Comment

  1. Pingback: Roma: um passeio pela Via Appia - JanelaItalia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *